domingo, 21 de setembro de 2014

Resenha | Mago - Espinho de Prata

Olá pessoal, tudo bem? Fiquei cerca de um mês sem postar nada por aqui, pois eu estava com muitos compromissos com a faculdade. Estudar é muito bom “!”, mas as vezes não é nada fácil, ainda mais graduação. Tudo bem, porque eu amo isso. OK Eu estou de volta...


Terceiro volume da série Mago. E a resenha de hoje é a de Mago – Espinho de Prata. Este livro começa logo após os acontecimentos que ocorreram no final do segundo livro. O reino de Midkemia está calmo e tranquilo finalmente. Os preparativos para o casamento de Arutha e Anita está acontecendo. No entanto, Anita corre grande e perigo e no dia do casamento, ela é atingida por uma flecha envenenada. Anita só não morre por causa de um feitiço do tempo feito por Pug. Alguém quer matar Arutha e, eles precisam descobrir isso logo, além de ir atrás de um antídoto para um veneno, o qual Pug ainda não descobriu. Arutha tem que lutar contra perigos obscuros enquanto procura por respostas. Assim ele vai decobrindo que há mais coisas em jogo além da saúde de seu amor.

“Havia um ser sobrenatural à solta em seu reino, uma entidade mágica que incutia medo nos sacerdotes de dois dos seus mais poderosos templos.”

A partir disso uma trama que eu não podia imaginar se inicia na história. Os perigos que Arutha enfrenta são bem fortes. Para Pug vem à tona mistérios milenares. Acredito que o envolvimento de Pug nesse livro faz todo o sentido e cria uma forte base para toda a história. Neste volumo alguns personagens marcantes dos volumes anteriores ficam um pouco fora de cena, mas o autor fez algumas escolhas bem sérias, deixando tudo com tom mais forte para o grande final que se aproxima. Já sabemos que a série tem quatro volumes e, este terceiro é o início dessa última grande história envolvendo nossos personagens.

Muito bom e moderno o que encontramos no início do livro. Um pequeno resumo dos livros anteriores. Achei isso super legal. Eu não posso falar muito da história para não dar spoiler’s. Mago – Espinho de Prata é arrebatador. O plano de fundo começa a ficar bem tenso. O prólogo já dava pistas de que a antiga profecia estava para se cumprir. Eu adorei o livro. Ultimamente eu não tenho quase lido livro de fantasia e, já mencionei várias vezes aqui que eu adoro esse tipo de história. E um recado a quem ainda não conhece a série Mago, por favor leia!

Abraços,
Maurício Dias//

Um comentário:

  1. Estou ansiosa pra ler esta série. Pelos livros anteriores que li a resenha, ele tem tudo pra ser uma ótima leitura. E este em especial. Pois tem bastante emoção e parece ser bem elaborado.
    Beijos.

    ResponderExcluir