sexta-feira, 17 de maio de 2013

Poema | William Shakespeare

Oi gente! Desta vez na coluna " Poema ", eu trouxe para vocês um soneto de Shakespeare. Esse soneto é como vários outros, muito bonito e merece ser relido, ou lido para quem ainda não o conhece. Eu lia bastante Shakespeare, mas faz um bom tempo que não pego nada dele pra ler. Então depois de ler algumas frases peguei um soneto qualquer, e não pude deixar de me encantar quando o li novamente. Com vocês...

SONETO LXXXVIII
William Shakespeare

Quando me tratas mau e, desprezado, 

Sinto que o meu valor vês com desdém,

Lutando contra mim, fico a teu lado 

E, inda perjuro, provo que és um bem. 

Conhecendo melhor meus próprios erros, 

A te apoiar te ponho a par da história 

De ocultas faltas, onde estou enfermo; 

Então, ao me perder, tens toda a glória. 

Mas lucro também tiro desse ofício: 

Curvando sobre ti amor tamanho, 

Mal que me faço me traz benefício, 

Pois o que ganhas duas vezes ganho. 

Assim é o meu amor e a ti o reporto: 

Por ti todas as culpas eu suporto. 

#####   

6 comentários:

  1. Shakespeare foi quem me despertou para os romances ingleses clássicos, adoro, sou fan de carteirinha mesmo.
    Esse soneto é lindo, ele fala não só de um amor profundo mas tb de alguém que se doa de forma inescrutável, bem estilo do autor mesmo...adoro.
    Sou por demais intensa e dramática, não poderia deixar de amar.
    Beijinhos Maumau.
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  2. CA-RAM-BA !! Eu li esse soneto e me vi nele!! Achei simplesmente perfeito <3 apaixonado por esse soneto dele <333

    ResponderExcluir
  3. Há uns anos atrás eu gostava muito de procurar sonetos e poemas. Acabei perdendo o hábito, mas ainda assim, adorei esse.

    ResponderExcluir
  4. É um lindo poema. :)
    Shakespeare anda me lembrando Liberta-me rs.

    ResponderExcluir
  5. Belo poema!!!
    Eu já tentei ler Romeu e Julieta, mas é complicado ler uma peça, eu não consegui ler muita coisa
    ausahushauhs

    ResponderExcluir